Selo
Central de Atendimento
  • +55 11 2067 1500
  • +55 11 2067 1501
biomassa

Biomassa de microalgas

As Microalgas são organismos com mais de 1,5 bilhão de anos de existência. É a mais antiga fonte de macro e micro nutrientes no planeta. Consultar valor

Informações Técnicas

As Microalgas são organismos com mais de 1,5 bilhão de anos de existência. É a mais antiga fonte de macro e micro nutrientes no planeta. Capazes de produzir óleos, utilizados como matéria-prima para o biodiesel, cosméticos, medicamentos e até mesmo alimentos, a produção de Microalgas é um processo altamente sustentável para a produção de fontes de energia limpa, com um mínimo de impacto ambiental.

Do processo produção de óleos a partir das Microalgas, resulta a Biomassa de Microalgas, que na forma de farelo, vem destacando-se na utilização em dietas de animais por seu elevado potencial energético e proteico. A Biomassa de Microalgas é um material composto a partir de componentes de paredes celulares, proteínas e óleos residuais de microalgas.

Na comparação com outras fontes proteico-energéticas , analisamos a aplicação do farelo de soja, que corresponde a 20% da composição das rações usadas no campo. A Biomassa de Microalgas pode reduzir esse índice e funcionar como um novo complemento. Ela é fonte de proteína e ômega 3 – ácido que não é sintetizado pelo organismo e, quando ingerido, auxilia na redução do colesterol ruim. Devido à presença de açucares e fibras, a digestão da Biomassa de Microalgas é rápida, sendo maior que Casca de Soja e feno e muito próxima à digestibilidade do milho.

 

Algumas características da Biomassa de Microalgas:

  • 100% renovável
  • Polissacarídeo diferente da celulose e amido
  • Odor agradável e atrativo
  • Alta digestibilidade
  • Boa palatabilidade
  • Aumento no consumo de matéria seca com conseqüente ganho de peso.

Informações Nutricionais


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/silvagrain.com.br/html/wp-content/themes/theme-unius/template-parts/content-single-products.php on line 41